ESTUDO CRIMINOLÓGICO DA EXPANSÃO DAS ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS NO BRASIL FACE AS FALHAS DO ESTADO

2019

Gabriel Manhães Silva

O ser humano vem se desenvolvendo naturalmente conforme a evolução do tempo, do pensamento, das tecnologias e das comunicações. Toda essa evolução garantiu mais direitos aos cidadãos, trazendo o Estado Social, que após diversos momentos históricos foi adotado no Brasil pela Constituição Federal de 1988. A carta magna trouxe então obrigações ao Estado e direitos básicos aos cidadãos, o que não vem conseguindo ser provido satisfatoriamente, causando o descumprimento do contrato social e abalo à ordem pública. Noutro viés, o avanço das tecnologias vem trazendo complexidade a estrutura do crime organizado em detrimento do despreparo do Estado, que necessita rapidamente se adaptar, utilizando-se atualmente de meio insuficientes para o controle da criminalidade. Nesse sentido, a presente monografia consubstancia-se em um estudo acerca da expansão do crime organizado no século XXI e das políticas públicas de prevenção e repressão que vem sendo adotadas e que podem ser adotadas para o controle dos índices de criminalidade e repressão das organizações criminosas. Palavras-chave: Organizações criminosas. Estado social. Criminologia. Politica criminal